Congresso Mundial de Empresários das Comunidades Portuguesas e Lusofonia

Aos cerca de 250 empresários de língua portuguesa oriundos de vários países, que estiveram em Lisboa, Carlos Morais, organizador e presidente do I Congresso Mundial de Empresários das Comunidades Portuguesas e da Lusofonia, reiterou o orgulho em estar perante “empresários portugueses no  estrangeiro e empresários da lusofonia que passam a ter nesta organização um ponto de encontro para o lançamento anual de iniciativas voltadas para a sua valorização”.

“Esperamos poder estar à altura dos vossos projetos empresariais”, afirmou, acrescentando que a plateia
que tinha à frente era formada por “mentes brilhantes”, que “saíram deste país sem dinheiro, sem apoios e sem contatos e venceram na vida”.

Caminho difícil mas vitorioso

O Congresso teve o ministro-Adjunto e dos Assuntos Parlamentares a presidir à sessão de abertura.

Perante uma plateia formada por empresários de língua portuguesa, Miguel Relvas destacou que o crescimento das exportações “verificado neste ambiente de forte adversidade” demonstra a capacidade dos líderes empresariais “para se adaptarem às circunstâncias e encontrarem novos mercados onde se impões pela qualidade e inovação”.